Tudo que você precisa saber antes de uma visita hospitalar

A visita hospitalar é uma atitude extremamente importante para o processo de cura dos pacientes. Porém, é preciso adotar o comportamento adequado em ambientes como esse. Afinal, a etiqueta dos hospitais é diferente de qualquer outra. Muito do que deve — e não deve — ser feito é apenas uma questão de bom senso, mas é comum surgirem dúvidas sobre o assunto.

É preciso lembrar que a hospitalização quebra completamente com a rotina a qual o paciente está acostumado. Portanto, ter familiares e amigos ao seu lado é primordial, principalmente para evitar quadros de ansiedade e depressão, por exemplo.

Como se portar em uma visita hospitalar?

Confira as regras básicas que servem para direcionar suas ações em todos os tipos de visita hospitalar:

  1. cheque o horário de visitas do hospital em questão. As indicações costumam ser diferentes para os quartos e para a UTI;
  2. jamais faça a visita estando doente — a maior parte daqueles que estão internados estão com o sistema imunológico fraco. Você pode transmitir infecções para os pacientes;
  3. higienize suas mãos o tempo todo — antes e depois de sair do banheiro, de se alimentar, entre outros. É uma precaução para o bem de sua própria saúde e da saúde do enfermo;
  4. evite levar comida — há hospitais que permitem a prática, mas é preciso checar se está de acordo com a dieta indicada para aquele paciente;
  5. não leve travesseiros e cobertores — microorganismos causadores de doenças estão por todos os lados em hospitais. Você pode acabar levando um desses para sua casa;
  6. não leve crianças menores de 12 anos para visitas hospitalares;
  7. não mexa nos equipamentos ou interfira nos procedimentos;
  8. jamais aceite orientação de pessoas que não estão identificadas.

Trate bem o paciente

É preciso lembrar que você está realizando uma visita hospitalar pelo bem do paciente que está internado. Portanto, não conte histórias dramáticas de doenças semelhantes, evite ficar muito emotivo e seja otimista e solícito. Esteja disposto a se oferecer para fazer tarefas e lembre-se de que aquela pessoa — embora possa não parecer — está em estado vulnerável.

Para mais dicas para cuidar bem de quem você ama acompanhe o blog da Samel!