Saiba Tudo Sobre a Cirurgia de Hérnia

Saiba Tudo Sobre a Cirurgia de Hérnia

A cirurgia de hérnia é realizada para corrigir uma condição que acomete pacientes com frequência. Essencialmente, a hérnia não passa de uma protuberância de algum órgão interno e pode atingir diferentes partes do corpo. Essa protuberância é resultado de uma protusão, ou seja, escape de um órgão por um orifício que se abriu.

As hérnias podem ter diversas causas, como levantamento de peso, tosse excessiva ou esforço extremo, por exemplo. É importante saber que elas não desaparecem sozinhas. Por isso, as cirurgias para remoção da protuberância são bastante comuns, e é exatamente sobre isso que vamos falar hoje.

Como é a cirurgia de hérnia?

A cirurgia de hérnia é o único tratamento que pode corrigir permanentemente a condição. O procedimento é um dos mais realizados em todo o mundo e seus riscos são extremamente baixos. A cirurgia aberta tradicional costuma ser indicada para quem tem dor ou para quem a hérnia está aumentando de tamanho.

Além da cirurgia aberta, ainda há a opção de se fazer uma cirurgia videolaparoscópica, ou seja, por meio da inserção de uma câmera em um pequeno corte cirúrgico. Esse tipo de procedimento garante uma recuperação mais rápida e tranquila para o paciente.

Quais são os cuidados pós-operatórios?

Como a cirurgia de hérnia é bastante simples, os cuidados pós-operatórios são também.

É preciso prestar bastante atenção ao curativo, mantendo-o sempre seco e limpo, de acordo com as orientações do médico responsável. O tempo de internação costuma ser de um dia há dois dias, se não houver complicações e dependendo da cicatrização e adaptação de cada paciente.

É preciso se manter em repouso durante a cicatrização, evitando atividades que exigem esforço, como levantar objetos do chão, carregar pesos ou qualquer outro movimento que possa afetar a ferida em cicatrização.

Lembre-se de que, ao menor sinal de algum dos sintomas de hérnia, busque auxílio médico especializado imediatamente. Apenas ele poderá pedir os exames necessários, fazer a análise e indicar o diagnóstico e prognóstico adequados. Jamais se automedique!

Para continuar aprendendo mais sobre temas relacionados a sua saúde e a de quem você ama, basta continuar acompanhando o blog da Samel. Sempre temos conteúdos novos todas as semanas para você se manter por dentro.