Preciso Tratar Minha Acne em um Dermatologista?

Preciso Tratar Minha Acne em um Dermatologista?

De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a acne é o problema de pele que mais acomete a população brasileira. Cerca de 56,4% das pessoas sofre com a condição. 

Apesar de ser comum na adolescência, ela também pode aparecer em diversos outros momentos da vida. Portanto, é preciso saber quando você deve consultar um médico especialista no assunto. Confira as respostas para essa questão no conteúdo abaixo. 

Afinal, o que é acne? 

Acne é o nome que se dá às espinhas e cravos que surgem na pele por conta de uma inflamação das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos. Essa inflamação costuma ocorrer por conta da obstrução dos poros por óleo e células mortas de nossa própria pele.

Vale lembrar que, além da acne adolescente — a mais comum, que acomete cerca de 90% dos jovens do país, de acordo com SBD —, há, ainda, a acne genética, adulta, hormonal, entre outras. 

As lesões, além de causarem incômodo físico, ainda podem atingir o lado psicológico, por conta da aparência da pele. 

Saiba quando procurar o dermatologista

Agora que você entende exatamente o que é acne, fica mais fácil compreender em que momento torna-se necessário consultar um dermatologista, o médico especialista em doenças de pele. 

A partir do momento que a acne começa a te incomodar esteticamente ou se torna dolorida ao ponto de trazer transtornos ao dia a dia, é hora de buscar ajuda.

Em suma, o quanto antes o tratamento para a acne for iniciado, melhor será para a rapidez com que os resultados vão aparecer. Quando o assunto são adolescentes, é comum escutarmos pessoas dizendo que a condição é normal da idade e, por isso, não necessita de cuidados específicos. 

Porém, engana-se quem pensa desta forma. Tanto para os adolescentes quanto para os adultos, o tratamento deve ser começado o mais rápido possível. Isso vai garantir que as lesões sejam tratadas e haverá menos marcas e cicatrizes para serem contornadas no futuro. 

Além disso, a acne está diretamente relacionada com o nosso bem-estar mental. De acordo com a British Skin Foundation, o risco de desenvolver depressão é 63% mais alto em quem tem acne. 

Mais da metade dos entrevistados para a pesquisa dizem já ter sido alvo de insultos por conta da pele, 20% afirmaram ter sido dispensados em relações afetivas pela mesma razão 10% apontam ter perdido o emprego por ela. 

Hoje, no Brasil, a acne é o principal motivo de consultas ao dermatologista. Busque sempre um médico de confiança e especializado para te ajudar. A acne pode desencadear reações extremamente preocupantes em relação à saúde mental e deve ser levada a sério. 

Caso tenha se interessado por este artigo, basta acompanhar o blog da Samel! Temos conteúdos novos como esse todas as semanas.