3 Passos para Identificar os Concorrentes de uma Empresa

3 Passos para Identificar os Concorrentes de uma Empresa

Em qualquer lugar, ter seu próprio negócio é um desafio que demanda muito estudo, análise e conhecimento. É preciso planejar-se para conseguir alcançar o sucesso, e parte deste planejamento é identificar e conhecer os concorrentes de uma empresa.

Desenvolvemos um pequeno guia para ajudar você a saber mais sobre aqueles que atuam no mesmo ramo que o seu empreendimento. Confira e esteja um passo à frente!

Conhecendo os concorrentes de uma empresa

Antes de saber como identificar os concorrentes de uma empresa é preciso compreender o que, exatamente, eles são. Basicamente, é qualquer empresa — formal ou informal — que atende as mesmas necessidades que você. Sem saber exatamente quem é a sua concorrência direta e indireta, fica praticamente impossível se destacar frente ao cenário competitivo.

Porém, antes de tudo, é preciso compreender qual a diferença entre esses dois tipos de concorrência.

  • concorrência direta — quando uma empresa oferece produtos ou serviços iguais ao seus e, além disso, tem o mesmo público-alvo. Ou seja, buscar atingir as mesmas pessoas que você. É o mesmo nicho de mercado;
  • concorrência indireta — quando uma empresa oferece produtos ou serviços diferentes do seu, mas que, em determinado momento, podem servir como substitutos.

1. Faça uma pesquisa de mercado

O primeiro passo para saber quais os concorrentes de uma empresa é fazer uma pesquisa de mercado com planejamento. Descubra quem são aqueles que estão presentes na mesma região que você. Essa é, na verdade, a parte mais fácil! Basta observar o comércio local, buscar na internet, pegar folhetos e perguntar para pessoas na rua.

Use e abuse das ferramentas de busca especializadas. Hoje, os algoritmos são tão evoluídos que é possível encontrar informações que jamais seriam possíveis sem o advento da internet.

2. Analise os produtos ou serviços

Depois de entender quais são as empresas que oferecem soluções semelhantes às suas, é hora de analisar os produtos ou serviços que são comercializados pelas mesmas. Solicite exemplares, amostras ou demonstrações.

Avalie, então, tudo o que for possível, desde qualidade da matéria-prima até preço, durabilidade, resistência, preço, entrega, atendimento, formas de pagamento, etc.

3. Reconheça os pontos fortes e fracos

A partir da análise da concorrência torna-se possível adquirir conhecimentos para ajudar a reconhecer os pontos fortes e fracos dos mesmos, além, é claro, de sua própria empresa.

A partir daí, identifique quais são as ameaças e oportunidades de seu negócio e desenvolva ações que favoreçam o posicionamento da marca e do produto.

Neste ponto, quando o assunto é concorrência indireta, é preciso entender o que os pontos fortes e fracos têm em comum com a sua empresa e como você pode trabalhar para não ser substituido por ela.

Bônus! Monitoramento da concorrência

Muitos empreendedores esquecem que não basta apenas identificar a concorrência em um primeiro momento e, depois, deixá-la de lado. É preciso monitorar seus concorrentes diretos e indiretos, a fim de acompanhar sua situação no mercado atual. Dessa forma, você pode entender as soluções que as outras empresas estão propondo, a fim de tornar o seu próprio empreendimento ainda melhor.

A frequência com que fará esse tipo de análise depende diretamente da volatilidade do nicho que seu empreendimento está contido. Porém, de qualquer maneira, é preciso estar sempre atento aos sinais do mercado.

Gostou de saber sobre a identificação e análise dos concorrentes de sua empresa? Para ler mais artigos como este continue acompanhando o blog da Samel! São conteúdos para aqueles que, assim como você, buscam apenas o melhor para seu empreendimento.