Higiene íntima masculina: é preciso cuidar!

Muitos homens acham que a preocupação com a higiene íntima é um exagero, e que tomar banho diariamente é o suficiente, mas isso está longe de ser verdade. A falta de uma boa higiene íntima pode acarretar inúmeros problemas, como irritações e inflamações, que vão desde uma simples coceira até infecções delicadas, como a candidíase, doença causada por fungos.
Lavar as mãos antes tocar o pênis, fazer uso de água e sabão durante a higienização e enxugar o pênis após o banho são cuidados importantes para manter a boa higienização e evitar doenças.
De acordo com o médico urologista do Hospital Samel, Francisco Batista,“a falta de higiene é um dos principais fatores de risco para ocorrência de câncer no pênis, e ainda que esse tipo de câncer seja mais comum em homens com faixa etária a partir dos 50 anos, é fundamental manter uma boa higiene íntima em todas as idades e em qualquer momento, inclusive após as relações sexuais.



Cuidados ao fazer a higiene íntima

Lavar as mãos
Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas esquecem de lavar as mãos após utilizar o banheiro, e no caso do homens, a higienização das mãos é muito importante antes de urinar. “Lavar as mãos antes de tocar o pênis é fundamental para evitar o risco de levar bactérias e fungos para a região genital”, afirma o urologista.

Uso de água e sabão
A higiene adequada do pênis durante o banho é muito simples. Segundo o médico, “o uso de água e sabão neutro são suficientes para a limpeza do pênis. Durante a lavagem, é preciso puxar o prepúcio (pele que envolve a glande), e passar água e sabão sobre a superfície da pele suavemente, até eliminar a camada de gordura acumulada”.

Enxugar o pênis após o banho
Apesar de não ser um hábito da maioria, é importante enxugar o pênis com papel higiênico após urinar, reduzindo o risco de infecções causadas por fungos e o mesmo deve ser feito após o banho.
É preciso depilar?
Francisco Batista informa que a depilação é opcional. “Depilação total aumenta as chances de infecções e inflamações na pele.” Entretanto, é recomendado aparar os pelos da área genital para não dar margem ao excesso.
Após relação sexual

Higienizar o pênis após o ato sexual ajuda a evitar infeções causadas por fungos, de acordo com Francisco Batista. “A secreção vaginal ou anal pode provocar irritações e inflamações no pênis se permanecer por muito tempo no membro. Por isso é preciso fazer a higienização íntima após o ato sexual”.