Dengue, Zika e Chikungunya: Você sabe a diferença entre elas?

Transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a dengue, o zika vírus e a chikungunya são as doenças infecciosas que mais assustam o Brasil no momento. A presença do mosquito é muito comum em áreas urbanas e sua infestação se dá, principalmente, em função da elevação da temperatura e a intensificação das chuvas, fatores que propiciam a eclosão de seus ovos em água parada. O Aedes costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde.

Além de serem transmitidas pelo mesmo vetor, as doenças apresentam sintomas muito parecidos, como febre, dor e manchas no corpo, e acabam sendo, muitas das vezes, confundidas. Em entrevista ao Blog Conexão Saúde, o médico infectologista do Hospital Samel, Noaldo Lucena, explica as diferenças entre as doenças. Confira!

Dengue

A dengue é uma doença infecciosa que apresenta quatro tipos diferentes: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Apesar de diferentes, os sintomas apresentados são praticamente os mesmo. O doutor Noaldo Lucena explica que “a infecção por um desses tipos, chamados sorotipos, dá proteção permanente para o mesmo sorotipo, mas, imunidade temporária e parcial contra os outros três”. De acordo com o infectologista, o principal sintoma da doença é a febre alta acompanhada de fortes dores de cabeça.

Outros sintomas como dores atrás dos olhos, fadiga e dor muscular intensa e óssea também fazem parte do quadro clássico da dengue. Além disso, a presença de manchas vermelhas predominantes no corpo é comum. Diarreia, vômitos, tosse e congestão nasal também podem estar presentes no quadro e podem comumente levar à confusão com outras viroses.
Zika Vírus

O Zíka Vírus é uma infecção causada pelo vírus ZIKV, encontrado no mosquito infectado. Os sintomas costumam se manifestar de maneira branda e o paciente pode estar infectado e não apresentar qualquer sintoma. 

Porém, de acordo com o doutor Noaldo Lucena, há um sinal clínico que pode aparecer logo nas primeiras 24 horas após a transmissão e é considerado uma das principais características da doença, que são as manchas vermelhas na pele que provocam intensa coceira.

Ao contrário da dengue e da chikungunya, o quadro de febre causado pelo zika vírus costuma ser mais baixo e as dores nas articulações mais leves. A doença ainda traz como sintomas a hiperemia conjuntival (irritação que deixa os olhos vermelhos, mas sem secreção e sem coceira), dores musculares, dores de cabeça e nas costas.

Relação com a microcefalia

Ainda não se sabe muito sobre as complicações que o zika vírus pode causar. Recentemente, ele foi relacionado pelo Ministério da Saúde à casos de microcefalia, uma condição neurológica rara identificada em geral na fase da gestação, e à Síndrome de Guillan-Barré, doença autoimune em que o sistema imunológico ataca o sistema nervoso por engano, causando inflamação nos nervos e fraqueza muscular.

De acordo com o Ministério da Saúde, as investigações sobre microcefalia e o zika vírus devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez.
Chikungunya
A Febre Chikunguynya é uma doença infecciosa febril causada pelo vírus Chikungunya (CHIKV). Segundo o Ministério da Saúde, a palavra que originou a doença significa “aqueles que se dobram”, em um dos idiomas da Tanzânia, na África, e se refere à aparência curvada dos pacientes que foram atendidos na primeira epidemia documentada no país, entre os anos de 1952 e 1953.

A chikungunya apresenta fortes dores nas articulações, que são a principal manifestação clínica da doença, e podem ocorrer em todas as articulações, principalmente nas palmas das mãos e pés, como pulsos, dedos e tornozelos. 

Segundo o doutor Noaldo, em alguns casos, a dor nas articulações é tão intensa que chega a impedir os movimentos, podendo perdurar por meses depois que a doença passa. 

A chikungunya é considerada mais branda do que a dengue e são muito raras as mortes que ocorrem por sua manifestação. O período de incubação varia entre dois a 12 dias e muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas.

Tratamento
O tratamento da dengue, zika vírus e febre chikungunya são parecidos, com medidas que envolvem alívio da dor e hidratação. Os medicamentos indicados, geralmente, são Paracetamol ou Dipirona, mas, só devem ser usados quando recomendados pelo médico. As aspirinas não devem ser usadas porque elevam o risco de sangramentos.