Cuidados com os recém-nascidos no verão

Durante o verão, estação do ano onde as temperaturas são elevadas e é comum a ocorrência de chuvas, os cuidados com os recém-nascidos devem ser redobrados. Por terem a pele e os olhos mais sensíveis, os bebês sofrem mais nessa época do ano. 

O uso de roupas leves, passeios em lugares sem muita exposição solar e a hidratação do corpo são algumas dicas que o Pediatra e Neonatologista Alexandre Miralha, do Hospital Samel, deu ao Blog Conexão Saúde para a saúde do seu bebê. Confira!
 
Água e alimentação
Os bebês que se alimentam exclusivamente através do aleitamento materno devem ser amamentados mais vezes durante o verão, pois, essa é a única fonte de alimentação e hidratação deles. 
“O leite materno é o mais completo alimento para o recém-nascido até os seis primeiros meses de vida, pois, contém as proteínas, açúcar, gordura, água e vitaminas que o bebê precisa para ser saudável e para manter o bebê hidratado durante o verão, é preciso que a mãe dê de mamar mais vezes durante o dia”, ressalta o Dr. Alexandre. 
Para os bebês que já se encontram na época de introdução dos alimentos complementares, o leite materno continua sendo uma fonte nutricional importante, porém, nesta fase (acima de 6 meses), é fundamental a ingestão de água de boa procedência (filtrada e/ou fervida).
Exposição ao sol
De acordo com o pediatra Alexandre Miralha, “os bebês têm a pele mais sensível e se queimam mais rápido e isso pode causar desidratação e até queimaduras na pele”. Estudos mostram que a exposição solar excessiva na infância aumenta de forma significativa o risco de câncer de pele na idade adulta. Revelam ainda que 80% de toda a radiação solar que recebemos durante toda a vida ocorre nos primeiros 18 anos de vida. 
Roupas e protetor solar
Dr. Alexandre Miralha
Coordenador da UTI Neonatal e Pediátrica – Hospital Samel
   
No verão, é importante que os pais não agasalhem tanto o recém-nascido. “Nesse período do ano, os bebês devem usar roupas leves e frescas, podendo até mesmo ficar somente com as fraldas”, sugere. Durante os passeios externos, as crianças devem usar viseira, chapéu e protetor solar. “Existem no mercado produtos específicos voltados para os recém-nascidos e o protetor solar deve ser aplicado com frequência”. 
Segundo o pediatra Alexandre Miralha, não é recomendada a exposição solar sem proteção em qualquer horário como fonte de síntese de vitamina D. Até o momento, não foi comprovado que a aplicação regular e diária de filtro solar da forma como é feita pela população leve à deficiência de vitamina D. Portanto, é importante evitar a exposição solar excessiva especialmente entre 10 e 15 horas ou entre 11 e 16 horas (horário de verão). Mesmo em dias nublados, é i
mportante o uso do filtro solar com FPS 30 ou mais.
Ar-condicionado
O uso do ar-condicionado pode ressecar as vias respiratórias do recém-nascido, acarretando infecções na garganta, gripes e resfriados. O ideal é que na hora de dormir, os pais utilizem um umidificador de ar para evitar determinadas doenças e que mantenham temperaturas amenas (em torno de 23 a 24 graus).
Sobre o Pediatra

Dr. Alexandre Miralha é Pediatra e Neonatologista. Coordenador da UTI Neonatal e Pediátrica do Hospital Samel. Professor Assistente de pediatria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Membro do Departamento Científico de Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (2016/2018).