Consumo de bebidas açucaradas eleva o risco de diabetes tipos 2

Um estudo britânico apontou evidências que indicam mais um malefício das bebidas que possuem alto teor de açúcar artificial. O consumo desse tipo de bebida aumenta o índice de diabetes tipo 2 entre os consumidores de refrigerantes e leites açucarados.


O pesquisador da Universidade de Cambridge, Dr, Nita Fotouhi, afirma que essa pesquisa “adiciona mais importância na recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para limitar o consumo de açúcar na dieta alimentar.

Estudo do caso

Para estudar o caso, mais de 25 mil adultos britânicos com faixa etária entre 40 e 79 anos e sem diabetes no início da pesquisa, recordavam as bebidas que eram ingeridas todos os dias. A observação levou 11 anos e, ao final do estudo, 847 participantes foram diagnosticados com diabetes tipo 2.

O Índice de Massa Corpórea (IMC) de todos os participantes foi calculado e, ao ser analisado com o resultado adquirido na pesquisa, os pesquisadores relacionaram o peso com o risco: as bebidas ricas em açúcar são consumidas com maior freqüência por pessoas acima do peso.



Os maiores causadores da diabetes são as bebidas lácteas adocicadas, bebidas açucaradas artificialmente e refrigerantes.

Ao final, a pesquisa passou para uma nova fase: os participantes trocaram as bebidas açucaras por água, café e chá, sem açúcar. Com isso, observou-se uma queda  significante no risco de desenvolver a diabetes tipo 2.

Após a troca do refrigerante pelas bebidas sem açúcar, houve uma queda no risco para 14%. Ao trocar as bebidas lácteas por outras sem açúcar, o risco reduziu para 20 a 25%.

O resultado desse estudo prova que a mudança dos hábitos alimentares auxilia na redução dos problemas de saúde.