Como introduzir novos alimentos na dieta do bebê?

Pediatra da Samel dá dicas valiosas sobre a introdução alimentar para crianças menores de um ano.

Uma dúvida comum entre muitos pais de primeira viagem é como fazer a introdução alimentar do seu bebê. Qual o período certopara oferecer novos alimentos? Que tipos de alimentos podem ser introduzidos? Posso temperar a comida do bebê da mesma forma que já faço para a família?

De acordo com o médico assistente em pediatria dos Planos de Saúde Samel, Eun Chull Park (CRM: 7967), a introdução de novos alimentos na dieta do bebê deve ser realizada a partir dos seis meses.

“Assim que o bebê nasce o alimento mais recomendado é o leite materno”, afirma o pediatra. “A fase do leite é praticamente exclusiva até os seis meses. Só depois desse período que o Ministério da Saúde recomenda a introdução de alimentos”.

Como introduzir novos alimentos na dieta do bebê

Ao sexto mês, é hora de iniciar a nova dieta do bebê.A introdução deve ser gradativa, dos alimentos líquidos para os pastosos até chegar aos alimentos com maiorconsistência. Nesse período também pode ser feita a introdução de proteínas na alimentação, como caldos de carne, por exemplo. Carnes desfiadas podem ser introduzidas conforme a mastigação for evoluindo e isso deve ser sempre observado pelos pais.

Um dos primeiros alimentos a serem introduzidos na alimentação dos bebês são os tubérculos, como batatae cenoura. “Se for a primeira vez que o alimento é apresentado para a criança, deve-se dar apenas umtipo de tubérculopor refeição. Os pais devem ficar atentos e observar se a criança apresenta algum tipo de alergia a esse alimento”, relata o doutor Park.

Toda introdução alimentar precisa ser feita com bastante cuidado”, completa, lembrando que as frutas também obedecem a essa regra: cada fruta nova deve ser oferecida sozinha ao bebê e assim os pais podem analisar se houve algo diferente aconteceu com sua digestão ou até mesmo que alimento agradou mais.  

Outro ponto ressaltado pelo pediatra é otempero dos alimentos. “Não é necessário adicionar sal ou açúcarna alimentação dos bebês. No caso do mel, não é recomendado que ele seja oferecido até que a criança complete um ano, pois sua composição possui bactérias que podem fazer mal aos bebês”, esclarece. “Sempre indicamos que, caso os pais queiram temperar o alimento, utilizem um fio de azeite, ervas, especiarias ou legumes aromáticos, como a cebola e o alho”.

Sempre é bom lembrar

Até completar o primeiro ano de idade, os bebês devem ser levados para acompanhamento com um pediatra mensalmente. Essas consultas são o momento ideal para que os pais tirem todas as dúvidas sobre introdução alimentar e sobre a saúde geral do pequeno.

Gostou das dicas? Para estar sempre em dia com a saúde de quem você ama continue acompanhando o nosso blog.