Crianças no carnaval: 7 cuidados para aproveitar a folia com saúde

Bloquinhos, marchinhas, fantasias, brincadeiras, disposição e crianças! É desse jeito que vai ser o carnaval de muitos pais, e para que você possa aproveitar bem a folia com os pequenos, a Samel listou algumas dicas muito importantes que vão garantir a saúde e a segurança das crianças e a sua tranquilidade nesse período de festas.

Confira a seguir:

1. Não descuide da hidratação

Assim como os adultos não devem se descuidar da hidratação, é preciso manter as crianças sempre bem hidratadas com água ou sucos naturais, principalmente  nos bailinhos ao ar livre, onde é super normal que as crianças corram, brinquem e dancem e percam muito líquido.

2. Fantasias para festejar

Para os pequenos, prefira fantasias com tecidos leves, como algodão, que combinam mais com o calor. É sempre bom dar uma conferida se os botões estão firmes no tecido ou se é preciso repassar a costura, para descartar o risco da criança ingeri-lo.

Se a fantasia tiver um zíper, verifique se ele não fica em contato direto com a pele da criança para não machucá-la ou causar alergias. O ideal é que contenham forro.

3. Maquiagens faciais

É importante verificar se a tinta utilizada para pintar o rosto é atóxica e se a maquiagem não está vencida. Em hipótese alguma utilize glitter ou tintas de papelarias, pois não podem ser utilizadas na pele. Confira também se a maquiagem contém autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para comercialização e a indicação de “hipoalergênico” no rótulo, indicando que foi feita para minimizar o risco de alergias.

4. Som alto pode agredir os ouvidos

O ideal é ficar a uma distância mínima de 15 metros das caixas de som para não prejudicar a audição das crianças ou, quando possível, usar protetores auriculares.

Também é recomendado evitar grandes aglomerações para protegê-los de infecções virais.

5. Cuidado com o sol forte

Também é muito comum ocorrer insolações neste período. Em ambientes abertos, como no clube, na praia ou na piscina, aplique protetor solar sobre a pele das crianças  a cada 2 horas e evite a exposição ao sol nos horários de pico do sol (entre 10h e 16h).

6. Cuidado com confete e serpentina

Não é recomendado para crianças que ainda têm o hábito de colocar as coisas na boca. Existe, ainda, o risco de sufocação, principalmente com o confete, que pode ser aspirado facilmente e obstruir as vias respiratórias.

Sprays com espumas e tintas coloridas é outro item ao qual os pais devem ficar atentos. É possível espirrar as substâncias nos olhos ou na boca acidentalmente. Por isso, é preciso conferir o selo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ter certeza de que não contenha substâncias tóxicas.

7. Identifique seus pequenos

Em ambientes lotados, como bailinhos infantis em shoppings, parques ou salões de festas, os pequenos podem se perder. Por isso, incluir um simples crachá ou pulseira de identificação com o nome e o telefone dos responsáveis é imprescindível para facilitar a localização.

Para se manter sempre bem informado sobre curiosidades e avanços da medicina, acompanhe o blog da Samel.

Leia também sobre Carnaval 2020: 8 segredos para curtir com segurança e saúde!