A Falta de Ar Pode Ser um Fator Prejudicial Para a Saúde?

A falta de ar pode ser um fator prejudicial a saúde?

Popularmente conhecida como falta de ar, a dispneia é caracterizada pelo desconforto ou pela dificuldade da respiração. Algumas pessoas descrevem a sensação como “não ter ar suficiente para respirar” ou como “um aperto no peito”. 

A condição pode ocorrer subitamente, sem nenhuma razão conhecida. Mas também pode acontecer em momento específicos, como quando carregamos objetos pesados, por exemplo. A intensidade da condição pode variar de acordo com a idade da pessoa e as causas. 

Confira abaixo tudo sobre a falta de ar e como pode afetar a sua saúde. 

A falta de ar pode ser sinal de doenças mais graves

Ter dificuldade para respirar frequentemente é um sintoma que demanda atenção e pede cuidados médicos especializados. As causas podem vir de diversas origens e indicar problemas mais graves de saúde, como por exemplo:

  • pneumonia — uma infecção nos pulmões, geralmente tratada com antibióticos. É um quadro grave que pode até mesmo levar à morte. Geralmente vem acompanhada de calafrios e tosse;
  • crise de ansiedade — sentimento súbito de preocupação, ansiedade ou medo que acontece sem perigo iminente. É um sofrimento psíquico mental que pode vir acompanhado de irritabilidade, tontura, calafrios, fadiga e outros;
  • bronquite crônica — a inflamação nos brônquios (tubos que levam o ar para os pulmões) também pode causar falta de ar, chiado no peito e tosse;
  • DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) — obstrução da passagem de ar pelos pulmões, geralmente causada pelo uso de cigarros. Não tem cura, mas um tratamento com vasodilatadores pode ajudar. 

Quando eu devo procurar um médico?

O médico especialista, conhecido como pneumologista, deve ser procurado por você sempre que a falta de ar for persistente e sem motivo aparente ou existirem outros sintomas acompanhando a condição, como dor no peito, cansaço físico ou tosse. 

Lembre-se de ficar atento aos sinais que o seu corpo te envia e jamais deixe um sintoma de lado. 

Para mais dicas de saúde, continue acompanhando o blog da Samel!