A cafeína e seus efeitos positivos na saúde

Com sabor e aroma inconfundíveis, o café faz parte da rotina de muitos brasileiros e está presente em vários momentos do dia a dia, que vão desde o café da manhã, encontro com amigos e até em reuniões de negócios. Entretanto, até os grandes apreciadores da bebida refletem sobre quais efeitos a cafeína causa no organismo humano.
 
Com o alto consumo, o café passou a ser a principal fonte de cafeína, porém, há outros alimentos que contêm a substância, como chá preto, chá mate, bebidas a base de cola, guaraná e chocolate que são muito consumidos no mundo todo.
Mas, afinal, o que é cafeína?

A farmacêutica bioquímica do Hospital Samel, Flávia Rochelle Gomes, explica que a cafeína “é um composto químico que tem efeito sobre o sistema nervoso central. Esse composto trabalha na parte onde se localiza um neurotransmissor chamado ‘adenosina’ e causa certa excitação no organismo”. A substância é encontrada em algumas plantas e é solúvel em água quente, não tem cheiro e apresenta sabor amargo. 
 
Flávia Rochelle
Farmacêutica do Hospital Samel
Algumas das características da cafeína são amplamente conhecidas, como ação antioxidante, ação anti-inflamatória e sua capacidade estimulante, mas os benefícios não param por aí. De acordo com Flávia Rochelle, a ingestão moderada de alimentos que contém cafeína pode trazer vários benefícios, como:
Aumento na função cerebral

A cafeína não pode tornar o indivíduo mais inteligente, mas pode melhorar o foco e aumentar a atividade cerebral. Além disso, a substância pode agir no organismo em menos de uma hora após a ingestão. “Se você estiver precisando de uma força para terminar um trabalho, estudar ou aguentar mais algumas horas acordado, a cafeína é ideal e melhor que os energéticos”, ressalta Flávia.
Ajuda no combate à depressão

A farmacêutica informou que ao estimular o sistema nervoso central, a substância age como um antidepressivo ao aumentar a produção de neurotransmissores no cérebro, como serotonina, dopamina e noradrenalina. 
Uma pesquisa realizada por cientistas da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, associou o consumo do café com a redução de cerca de 50% do risco de suicídio em homens e mulheres. Os pesquisadores foram capazes de vincular este benefício especificamente à cafeína, não apenas a beber café em geral.
 
Cafeína no combate a doenças

A cafeína está inclusa em uma série de analgésicos porque melhora a eficácia no organismo. De acordo com a farmacêutica, ela ajuda a combater dores de cabeça comuns que geralmente são causadas por constrição dos vasos sanguíneos ao redor do cérebro, pois os dilata. Ela também provoca o efeito de captação gastrointestinal. Flávia também ressalta “que estudos têm relacionado o consumo de café para a prevenção de doenças do fígado relacionada ao álcool, Parkinson e diabetes tipo 2.”
Outros benefícios

A cafeína também pode ajudar na prevenção de prisão de ventre e facilita os movimentos intestinais, pois estimula o movimento dos músculos, ajudando na evacuação eficiente. A ocorrência de cálculos biliares na bexiga pode ser significativamente reduzido pela ingestão de cafeína.

 

Portanto, engana-se quem pensa que a cafeína é um grande vilão da saúde. Seu consumo em doses moderadas não é prejudicial ao organismo.

Um comentário em “A cafeína e seus efeitos positivos na saúde